07.12.2017
postado por Bruna e categorizado como Artigo, Entrevistas

A modelo e atriz Rosie Huntington-Whiteley revelou o conselho que ela daria ao seu eu mais novo – e o que ela tem a dizer é relevante para quem vive no mundo constantemente conectado de 2017.

A jovem de 30 anos estava falando no Bazaar At Work Summit na Sotheby’s, em Londres, um dia de conversas inspiradoras de mulheres influentes em negócios, arte, moda, comida, saúde e bem-estar.

A editora-chefe da Harper’s Bazaar, Justine Picardie, perguntou a Huntington-Whiteley: “Qual é o conselho que você daria ao seu eu mais novo?”

Esta foi a resposta dela:

“A maior lição que eu aprendi sobre a minha vida é a importância de estar presente e estar no momento, e não ficar pendurado no que aconteceu ontem, ou na semana passada, ou no ano passado, e não se preocupar demais e se preocupar muito com o futuro e ficar ansiosa por isso. Tudo o que você pode fazer é controlar o momento em que estamos, e acho que isso se aplica a tudo na vida e acho que você pode se pegar preocupado com o que vai acontecer amanhã, e você pode se punir pelo que aconteceu ontem, e assim você estará perdendo o momento.”

Ela acrescentou: “Eu penso que quando você estiver passando por um momento difícil ou um desafio, para mim a primeira coisa que eu lembro é pegar esse tempo para me centrar e estar presente no momento”.

Isso envolve prestar atenção a como você usa seu telefone e redes sociais, de acordo com Huntington-Whiteley, que enfatizou a importância de “ser capaz de abandoná-lo e conversar”.

“Todo mundo está pronto para pegar o telefone e tirar uma foto para o Instagram, é tipo se não está no Instagram, aquilo não aconteceu”, disse ela. “Em um show, você vê pessoas assistindo através de seus telefones e é como, ‘Guarde isso, está bem ali!'”

Evitando o Instagram “buraco de minhoca”

Ela está ativa no Instagram, e compartilha bastidores das fotos, bem como imagens e vídeos de novos produtos regularmente.

No entanto, ela disse que está muito consciente do impacto negativo que as redes sociais podem ter, em particular com as mulheres jovens que a seguem na plataforma.

“Se você pode o ver pelo que realmente é e pegar pelo o que é, então pode ser positivo”, disse ela.

“Eu sou uma mulher jovem e, obviamente, gasto o tempo nas redes sociais, e posso me encontrar em um buraco de minhoca”, disse ela, acrescentando que, às vezes, ela desliga o telefone quando percebe: “‘Não me sinto bem, não me sinto capacitada a passar essa meia hora no Instagram'”.

“Espero que [através] das redes sociais eu possa compartilhar minha vida e meu trabalho e envolver meu público e deixá-los saber o que estou fazendo… Espero que seja inspirador de uma forma. Se é uma foto da minha roupa ou falando sobre um produto de beleza ou compartilhando uma capa recente, é permitir que as pessoas saibam o que está acontecendo. Mas estou consciente do sentimento que está nas redes sociais – nem sempre te faz sentir bem, e acho que é importante que os jovens a tomem como uma pitada de sal”.

Fonte: Business Insider
Tradução & Adaptação: Equipe Rosie H-W Brasil

comente a postagem!