03.04.2016
postado por Bruna e categorizado como Bulgari, Destaques, Entrevistas, Equipe RHWBR, Rosie H-W

Sabemos que Rosie é a nova embaixadora da coleção de bolsas e óculos da BVLGARI. No início de março, Rosie foi até Milão para participar da festa realizada pela marca e concedeu uma entrevista para o Telegraphy. Confira:

Por que você quis trabalhar com a Bulgari?

“Minha mãe me apresentou a Bulgari quando eu era uma menina. Ela era uma colecionadora de jóias e Bulgari foi sempre um dos seus favoritos. Um dos nossos ídolos é Elizabeth Taylor, que, obviamente, tem uma conexão real com a marca, por isso, quando o telefone tocou fiquei emocionada. Parecia uma verdadeira parceria, onde existe uma ligação para mim, e isso é autêntico.”

Você sente pressão quando está usando jóias no valor de milhões de libras?

“Há certamente uma responsabilidade que vem com ele. Você tem a responsabilidade de mantê-lo intacto. Não é algo o qual eu fico nervosa porque é assim que eu tento e vivo minha vida de qualquer maneira. Portanto, é mais sobre estar animada para usar lindas peças de joalharia e desfrutar aquele momento de princesa.”

Como você aborda se vestir para o tapete vermelho?

“Quando se trata de um evento de tapete vermelho, parece sempre que é a sua primeira vez no evento. Qual é o evento? O que vão comemorar? Onde vai ser? Quem são as pessoas que estarão lá? É o mesmo que você faria com um evento na vida cotidiana”.

E você fica nervosa antes de um evento?

“Eu não sinto uma pressão em escolher um vestido específico, mas é sempre assustador sair de um carro e tentar fazer isso elegantemente na frente de 10.000 fotógrafos e com pessoas gritando seu nome. Isso sempre vai ser percebido como glamouroso, e é fascinante, mas é apenas uma daquelas situações que fazem você se sentir tensa às vezes… Mas eu tento e tomo uma taça de champanhe antes ou fico com os amigos e me divertir.”

O olhar examinador é constante. Isso afeta o que você veste a cada dia?

“Na verdade, eu nunca saio de casa sem considerar o que estou vestindo. Se eu quiser ser fotografada com boa aparência, então eu tenho que fazer um esforço para fazer isso. Se eu não fizer o esforço, eu não vou estar com boa aparência. Então essa é a maneira que acontece realmente. Claro que há dias em que você é como, ‘Eu só quero sair com meu moletom e não ser incomodado”, mas é o negócio de viver aos olhos do público. Há coisas piores do que levantar-se e colocar uma roupa bonita e sair.”

Quais são suas marcas favoritas à prova de falhas?

“Eu sou uma grande fã de Galvan – todas as meninas que criaram a marca são minhas amigas. Já usei alguns vestidos Versace ao longo dos último anos, Donatella e eu temos uma linda relação. É um sonho tornando realidade quando Versace concorda em te vestir. Eles vêm e eles se encaixam em você e este vestido é moldado para cada polegada de seu corpo. É um momento muito especial. E, obviamente, eu sou uma grande fã de designers como Balmain e Anthony Vaccarello.”

Como é realmente andar na passarela?

“Não há tal zumbido quando você está andando pela passarela. Você tem um grande equipamento e a música é grande. Eu só quero andar na passarela agora para um designer que eu amo ou o qual eu tenho um relacionamento pessoal. Há momentos em que você está naqueles saltos traiçoeiros ou numa roupa difícil e você fica rezando para chegar ao fim, mas há mais de um momento agradável do que qualquer coisa.”

Estar vivendo em LA mudou a maneira como você se veste?

“Em LA o sol está sempre ali, então você usa pouca roupa, mas eu gostaria de pensar que o meu estilo permanece consistente onde quer que eu vou. LA é muito descontraído, estou muitas vezes em jeans e uma t-shirt. Eu adoro ir a Londres porque é muito inteligente e você pode realmente desfrutar vestindo um casaco e se preparando para o frio.”

Como você lida com uma agenda tão cheia?

“É intenso. Eu tento estruturar minha vida, por isso tenho um intenso período [de trabalho] e então eu tenho tempo para mim em casa. Eu preciso do equilíbrio onde posso ser eu mesma, e estar por trás de portas fechadas e ficar saudável e permanecer saudável, e fazer as coisas que são importantes para mim: exercício, meditação, ver amigos e família, meus animais, estar na natureza. Eu gosto de vir trabalhar com uma cabeça fresca e estar animada em fazer em vez de ficar com aquele ressentimento de que eu não tenho tempo para mim mesma”.

Tradução e Adaptação: Equipe Rosie H-W Brasil
Fonte
comente a postagem!